Principais desafios para os líderes em 2020

Principais desafios para os líderes em 2020

Você, gestor de Recursos Humanos, já se preparou para os desafios que o este ano reserva? Em um mercado cada vez mais competitivo, com mudanças constantes, o bom líder precisa se reinventar.

Como manter sua equipe motivada e engajada para cumprir as metas, cada vez mais ousadas, da empresa? É preciso saber como atender às demandas de constante capacitação e especialização dos profissionais, ao mesmo tempo que lida com empresas cada vez mais enxutas, com quadros funcionais mais reduzidos.

Além disso, é primordial entender como especializar e capacitar os colaboradores para um ambiente cada vez mais desafiador e exigente, e ainda lidar com a ausência deles em seus momentos de estudo.

Como se preparar para os desafios de liderança

Em 2020, uma das demandas a serem atendidas pelos líderes deve ser a humanização de seu quadro funcional. Os colaboradores devem se sentir motivados e estimulados, ao mesmo tempo que percebem que seus potenciais e seus talentos estão sendo bem aproveitados.

Nesse momento, quando tanto se fala em inteligência artificial e redução dos quadros da empresa, é preciso valorizar o colaborador. Ele precisa se sentir parte de um todo, muito importante e maior do que a simples união entre as partes.

Além disso, muito se fala também em “propósito”. Cada vez mais esse fator vem sendo valorizado, tanto no âmbito pessoal quanto no profissional. Por isso, nesse contexto, o gestor deve ter a sensibilidade na hora de delegar tarefas e alocar os colaboradores a fim de que eles estejam mais próximos e alinhados ao seu propósito. Na medida do possível, estes devem trabalhar em atividades que sejam condizentes não só com sua respectiva área de formação, mas também com suas habilidades e talentos.

É notório que o colaborador motivado, inspirado, e se sentindo bem em seu trabalho, contribui muito mais para a empresa. O bom gestor de pessoas deve buscar maneiras de recompensar os colaboradores, ao mesmo tempo que busca extrair o melhor de cada um.

Encarando as mudanças

Resultado das últimas revoluções e avanços tecnológicos, vivemos um tempo de mudanças rápidas e exponenciais, ou seja, o mundo muda cada vez mais e mais rapidamente. O líder precisa estar alinhado a essa revolução. Seja na tecnologia, na ciência, na sua área de atuação e na própria maneira de trabalhar.

Para se adequar aos novos cenários algumas empresas já estão adotando a flexibilidade de horários ou o sistema home office. Ainda há a possibilidade de chegar a um acordo e combinar um sistema semipresencial de trabalho. Esse é um exemplo de modelo de trabalho que humaniza o colaborador, e costuma gerar bastante satisfação.

Com a evolução da tecnologia e da comunicação, será mesmo necessário ter todos os colaboradores oito horas por dia, de segunda a sexta, no escritório da empresa? Será que não vale a pena dar mais condições para que os colaboradores possam controlar seu horário e seu fluxo de trabalho com mais autonomia?

Estas são ideias para desenvolver no seu ambiente de trabalho. Como alinhar os objetivos estratégicos da organização e a motivação e satisfação dos colaboradores? Sem dúvida, estes são alguns dos principais desafios que um gestor de pessoas encontrará no próximo ano.