Entenda qual é o impacto do alto ou do baixo turnover para uma empresa

Entenda qual é o impacto do alto ou do baixo turnover para uma empresa

Provavelmente você já deve ter ouvido falar em turnover, mas você sabe realmente o que define esse conceito, como calculá-lo e quais impactos o alto ou o baixo turnover pode causar ao negócio? Caso ainda tenha dúvidas, preparamos este artigo com as informações relevantes sobre o tema. Aproveite a leitura!

A tradução livre do inglês da palavra “turnover” significa “virada” ou “renovação”.Na área de Recursos Humanos, o termo representa a taxa de rotatividade de colaboradores dentro de uma empresa, ou seja, o número de entradas e saídas de colaboradores em um determinado período. 

Geralmente, o turnover possui quatro classificações baseadas na forma como ocorre e na relação entre colaborador e empresa. A primeira é o Turnover Funcional, que acontece quando um colaborador de baixo desempenho solicita o seu desligamento. Em contrapartida, existe o Turnover Disfuncional, que ocorre quando um profissional de alto desempenho solicita seu desligamento, representando  um cenário preocupante para a empresa, já que pode estar relacionado à alguma questão do processo de retenção. 

Em terceiro lugar está o Turnover Voluntário, que é quando um colaborador solicita o seu desligamento. Porém, a diferença aqui é que não se trata necessariamente de uma pessoa com baixo desempenho. 

Por fim, existe o Turnover Involuntário, realizado pela própria empresa e que, normalmente, está relacionado à questões mais estratégicas ou à situação econômica da organização, como tem acontecido nesse período de crise, em que as empresas, visando cortar custos para não fecharem as portas, optam por desligar alguns colaboradores. 

Panorama brasileiro: os índices de turnover no Brasil

No período de 2010 a 2014, uma pesquisa com mais de 1.700 diretores de RH da Robert Half revelou que o Brasil teve o pior aumento no índice de turnover entre as 13 nacionalidades envolvidas no levantamento. A média global ficou em 38%, mas os valores brasileiros  foram de 82%, o que indica que o número quase dobrou durante esses anos. 

Entretanto, muitas mudanças aconteceram nos anos seguintes e uma delas foi a crise mundial causada pela pandemia do novo coronavírus, cujos impactos foram sentidos expressivamente na quantidade de vagas abertas e fechadas em todo o mundo, especialmente no Brasil.

Segundo dados de 2020 do Novo CAGED, as admissões diminuíram 9,6%, enquanto as demissões cresceram 10,5% neste período, ou seja, menos pessoas tiveram oportunidade de conseguir uma recolocação e mais pessoas também foram desligadas dos seus postos de trabalho. 

Desconsiderando o cenário atípico vivido nos últimos tempos, o que você deve entender é que o turnover é um dos índices mais relevantes em processos de recrutamento e seleção, por isso costuma ser minuciosamente medido por empresas que priorizam a gestão de pessoas e a experiência positiva que o ambiente de trabalho gera ao funcionário. 

Vale lembrar que a rotatividade de funcionários é bastante comum atualmente, tanto devido à situação econômica atual quanto pelo próprio perfil profissional que passou por mudanças ao longo do tempo. Hoje, as pessoas estão cada vez mais dinâmicas em suas carreiras e sempre em busca de novidades e desenvolvimento. 

Mas você já parou para pensar que uma empresa na qual os funcionários não permanecem por muito tempo pode estar passando por problemas internos que ainda não foram mapeados? 

É por esse e outros motivos que atentar-se ao que  tem causado o alto índice de turnover e saber calculá-lo corretamente são ações estratégicas e indispensáveis para o sucesso da empresa diante do mercado de atuação, bem como no ambiente corporativo.

Como calcular o turnover?

Aqui você aprenderá a calcular o turnover de uma forma simples e eficiente para avaliar o desempenho do setor de RH da sua empresa. Lembre-se que ao medir o volume de profissionais que deixam a empresa e a demanda por substituição é possível reduzir despesas de rescisões contratuais etc.

 

Turnover Geral

O cálculo abaixo é sobre a movimentação de pessoas e deve ser feito com a seguinte fórmula: 

([admissões mensais + desligamentos mensais] ÷ 2) ÷ total de funcionários

Para obter um valor percentual, multiplique o resultado por cem. O valor obtido tem a finalidade de ajudar a entender diversos pontos, como as causas dos custos de seleção, recrutamento, treinamento e dispensa de pessoas. Geralmente, a meta é próxima a 10%, mas é preciso entender o contexto da organização para se chegar ao valor ideal.

Turnover de Desligados

Nesta forma de análise, pode ser utilizado o seguinte cálculo: 

total de desligamentos mensais ÷ pelo total de funcionários 

Para obter um valor percentual, também multiplique o resultado por cem.

É importante ressaltar que este resultado pode ser um indicativo da eficiência ou necessidade de melhoria da gestão de pessoas. Quando um turnover de desligamento é alto, possivelmente existem falhas por parte da empresa na capacidade de reter talentos.

Turnover de Admissão

Esse subtipo foi criado para avaliar a rotatividade nas contratações recentes e o cálculo é realizado da seguinte maneira: 

desligamentos de profissionais com menos de seis meses de casa ÷ total de colaboradores. 

Para obter um valor percentual, multiplique o resultado por cem. 

A função desse resultado é similar ao da taxa de desligamentos. Mas, é voltada para compreensão das práticas mais recentes, como um recrutamento ou uma política destinada aos contratados.

Impactos nos negócios do alto e do baixo turnover

Como já deu para ter uma ideia, os índices de turnover definitivamente influenciam em diversas áreas da empresa, inclusive no desempenho operacional. 

Imagine que 50% da sua equipe seja desligada no período de um ano. Na sua percepção, isso é apenas o resultado de um mercado cada vez mais volátil, por isso não se interessará ou investigará a fundo os motivos relacionados a esses desligamentos, com o intuito de saber se a falha é interna ou se a sua empresa é apenas um degrau de capacitação para que os profissionais atuem na concorrência?

Índices altos de turnover são preocupantes e podem sinalizar que a organização apresenta algum problema, seja nas suas políticas, seja no valor da remuneração ou qualquer outra questão que não foi diagnosticada e resolvida. Esse índice alto ainda pode causar impactos significativos no clima organizacional, produtividade da equipe, retenção de talentos e na área financeira.

Todavia, muitas empresas realmente não têm dimensão do quanto o alto índice de turnover pode ser negativo e, o pior, criar um ciclo interminável de desgaste. Ao perder um profissional, principalmente em um turnover disfuncional, consequentemente a qualidade do serviço diminui e costuma ser recuperada somente com a formação de um novo colaborador. 

Mas alinhá-lo aos valores da empresa, atingir o nível de habilidade requerida e criar estabilidade entre ele e a organização requer tempo. Não que não possa ser feito, porém repetir esse processo com frequência não é nada estratégico ou rentável. 

Pensando dessa forma, você não quer colocar os serviços da sua empresa em descrédito, não é? Então, para controlar esse índice e deixá-lo mais “saudável”, algumas estratégias podem ser adotadas, entre elas: 

  • Mapear quais são os tipos de turnover mais recorrentes na empresa;
  • Descobrir os motivos pelos quais os colaboradores buscam ser desligados;
  • Alinhar a equipe às políticas do negócio; 
  • Evitar demissões;
  • Realizar pesquisas de engajamento e entrevistas de desligamento ou pesquisas de lideranças e entrevistas de novas contratações;
  • Fazer o acompanhamento da contratação para que não haja um turnover futuramente;
  • Desenvolver lideranças por meio de treinamentos e mentoria, com a finalidade de prevenir os altos índices de rotatividade em cada departamento.

O turnover pode trazer benefícios?

Agora vamos falar sobre o outro lado da moeda!

Se você tem uma empresa, é importante ter em mente que raramente é possível zerar o índice de turnover e isso não é ruim e sabe por quê? Porque as organizações também precisam passar por um processo de renovação que, muitas vezes, acontece com a chegada de novos profissionais. 

É uma maneira de oxigenar os projetos para alcançarem desempenho e rentabilidade maiores, bem como uma oportunidade de acessar novas estratégias de negócio, visto que com novos talentos também surgem novas ideias e formas de trabalhar. 

Se você chegou até aqui, comece hoje a se certificar de que a sua empresa não está apenas formando capital humano, mas está retendo. Direcione a atenção necessária ao índice de turnover, com certeza essa ação aprimorará os mecanismos de retenção continuamente!

Quer saber como a Techware pode ajudar sua empresa a calcular e, até mesmo diminuir o índice de turnover? Entre em contato com a nossa equipe!

Descubra também todos os detalhes e vantagens do Módulo de Recrutamento e Seleção do Rhevolution.